sábado, 27 de maio de 2017

10 anos de Sofia...!


Como já tinha dito, a Sofia fez 10 anos no sábado passado. Lá fizemos a festa na praia, à semelhança do ano passado, e correu tudo às mil maravilhas. Tivemos uma sorte do caraças com o tempo (estava um dia de verão), os putos divertiram-se à séria e o lanchinho estava muito bom (fizemos no restaurante Portofino - 13 euros/miúdo). Como a sofia só convidou 12 ou 13 coleguinhas foi fácil definir as regras de segurança e controlar os miúdos. Correu tudo bem e, no final, foi só agarrar nas toalhas e nos chapéus de sol e vir para casa - não há cá limpezas para ninguém!!!






E, de repente, passaram 10 anos...

Como é que é possível?? Eu sei que isto é um clichê e que, se calhar, todos os pais sentem o mesmo, mas como é que é possível terem passado 10 anos??? 10 anos é muito tempo!!!!! Ainda ontem estava a Sara a gritar, desesperada, com a miúda a querer sair-lhe pelas costas e agora anda-me esta aqui a cantar músicas do Agir e, qualquer dia, a querer ir de véspera acampar para um concerto dos DAMA para guardar lugar...

10 anos!!! Mais 10 anos e está a acabar o curso, já conduz, já pode saír à noite até às 23.30h e já só faltam 5 ou 6 anos para ter um namorado!!!! Está quase uma adulta!!! Como é que é possivel terem passado tão rápido???

Será que fizemos tudo bem? Será que fomos uns pais perfeitos durante estes últimos 10 anos? É claro que não!! 

Podíamos ter ouvido mais quando ela quer ter conversas de 3h sobre a importãncia das folhas das árvores, podíamos ter brincado mais, sempre que ela nos pede para fazermos uma peça de teatro depois de um dia de trabalho, podíamos procurar ser mais justos sempre que ela anda à porrada com a Alice e nós, já cansados, não queremos saber quem é que tem razão ou não e mandamos as duas para o quarto, etc., etc., etc.

Não fizemos tudo bem, mas, pelos vistos, fizemos muita coisa bem. A Sofia é uma miúda feliz, inteligente, honesta, responsável e autónoma (dentro da autonomia que nós achamos que uma miúda de 10 anos pode ter). É o orgulho e a bebé dos papás (outro clichê...)!!!

Espero que os próximos 10 anos corram tão bem como os primeiros, mas que passem um bocado mais devagar... Não temos pressa...