domingo, 3 de setembro de 2017

Férias sem filhos??? Por favor, sim!!!!!



Exatamente!!! Sem filhos!!!! Porquê? Porque precisamos!! Faz-nos bem enquanto indivíduos, faz-nos bem enquanto casal e, consequentemente, faz-nos bem enquanto pais!! A pergunta correta não me parece ser essa... A pergunta certa seria: Porque não??? (para o Pedro seria "Quando?"...)

Eu e o Pedro privilegiamos, e muito, o nosso tempo a dois. Quem tem filhos sabe a dificuldade que é, semana após semana, ter momentos em que não conseguimos acabar uma simples frase sem sermos interrompidos. Uma conversa seguida, então, só mesmo a partir das 23h! Isto se eu não adormecer entretanto. Se com um filho já era duro, imaginem lá com 4...

Para nós é tão importante ter aquele tempo de férias em família como ter uma semaninha só para os dois.

"Como conseguem? Eles são tão pequenos?"

Quanto mais pequenos forem, mais fácil é para eles. Fomos ao México tinha a Petra 3 meses! Acham que ela se lembra?? Quem se lembra sou eu!!! Eu lembro-me perfeitamente das noites seguidas de sono e das longas conversas à refeição. Foi tão bom e regenerador... parece que vim com as pilhas carregadas para mais um ano.

Nunca percebi aquelas famílias que se orgulham de nunca terem jantado fora em 8 anos; dos filhos não terem ficado a dormir em casa dos avós nem uma única vez, para os pais irem ao cinema. Não fazem férias separadas porque são uma família unida e não se separam.

Não vejo nem um lado positivo nisso. Não vejo mesmo. Acho que há ainda algum estigma social que "obriga" os progenitores (e principalmente as mães) a sentirem-se culpados quando dedicam algum tempo a eles próprios sem incluir os filhos. Os meus filhos são a coisa mais importante da minha vida, mas antes de sermos 6 éramos 2, e antes de ser mãe fui/sou mulher, companheira, namorada, confidente. A minha felicidade e, consequentemente, a dos nossos filhos, depende da forma como concilio esses dois papéis.

Os nossos filhos ficam sempre bem entregues (normalmente com o Téte - o avõ). Têm uma semana de gelados do Santini, pequenos almoços de Cerelac, lanches de algodão doce e idas ao parque. Raramente trocam de roupa e o Simão está sempre com ranho até ao umbigo nas fotos que o Téte nos envia...(o Téte diz que não liga ao supérfluo... Enfim...). Eu e o Pedro vamos curtir à séria e quando voltamos é tudo TÃO MAIS FÁCIL!!!

Já houve anos em que não fizemos férias a dois, por razões profissionais ou de logística com as crianças, e acreditem, fez-nos imensa falta!!!

As nossas férias a dois, como já devem ter percebido pelo facebook e Instagram, são SEMPRE no México, mais precisamente no Bahia Principe. Já tentámos outro hotel e não gostámos.
Tem tudo aquilo que precisamos: serviço 5 estrelas, mar Caribe e animação ao mais alto nível. Já é a 11ª vez que lá vamos e há sempre  sítios novos a explorar.