terça-feira, 19 de setembro de 2017

O Regresso às Aulas e as Reuniões de Pais!!!



Finalmente aquele momento, por que nós (os pais, é claro... Os putos até tinham pesadelos com esta data....) tanto esperávamos, aconteceu!!!

O Regresso às Aulas está de volta às nossas vidas!!!!!

Ahhhhh, o sossego.....
Ahhhhh, a tranquilidade....
Ahhhh, a paz de espírito....

De facto, cá em casa, houve uma mudança de ciclo para quase toda a nossa prole: o Simão, entrou no berçário, a Petra continua na creche (foi a única que não mudou nada), a Alice foi infernizar a vida de alguém para o 1º Ano e a Sofia passou para o 5º Ano (está uma senhora!!).

É claro que este regresso às aulas não significa só coisas maravilhosas para os pais! Não nos podemos esquecer que torrámos 250 euros em livros e 100 euros em material escolar. Não nos podemos esquecer que todos os dias de manhã temos de acordar, lavar, alimentar e vestir 4 putos em contra-relógio. E não nos podemos esquecer que, acima de tudo, o regresso às aulas significa também, o regresso das reuniões de pais...

Ahhh, as reuniões de pais...

As reuniões de pais, para mim, são o maior pesadelo que me podem fazer passar a seguir a ter de ser eu a escolher a roupa das miúdas... Aquilo parece uma reunião de condóminos... Há sempre uma mãe qualquer que acha que um determinado assunto, que para mim é do mais trivial que pode haver, é um tema de extrema importância e que requer uma acessa discussão de, pelo menos, 30 minutos: "- É assim... eu acho incrível que o pão que dão aos miúdos seja uma carcaça!!! É um pão tão pouco saboroso... Porque é que não dão uma bola de mistura? É porque está mal; coitados dos miúdos, com uma carcaça!!"

E pimbas!!!!! Temos tema para meia horinha, no mínimo!!!!! Depois algumas mães vão propôr outras alterações à ementa do almoço e discute-se imenso sobre qual o melhor legume às 3ªs feiras, se os bróculos, se o feijão verde, etc. etc., etc.

Há, também, aquelas mães que, para cada assunto levantado pela professora, fazem questão de falar sobre aquilo que acontece em casa delas: "- É assim, professora: cá na escola não sei como é mas, lá em casa, este meu mai novo está sempre na lua!! Passo a vida a arreliar-me com ele!! A professora tem de o pôr na ordem!!!"... E lá temos nós mais 45 minutos, com cada mãe a falar sobre o que acontece  em sua casa...

Há mães que gostam mesmo daquilo; das reuniões, de ir falar com a professora, de enviar mails aos outros pais e tudo!! Nesta primeira reunião, a certa altura, a professora perguntou se havia alguns pais que se voluntariassem para ser os delegados dos encarregados de educação, na turma. Eu, é claro, fiz o que qualquer pai racional faria, e que me fartei de fazer quando era estudante... Pensei:" Porra, pá... estou sentado aqui na frente e isto ainda vai sobrar para mim!!! Vou, mazé, fingir que estou a escrever qualquer coisa neste caderno, baixar a cabeça, evitar o eye contact, e pode ser que ela se esqueça de mim...". Ainda nem tinham passados 2 segundos quando, para meu grande espanto, já havia 4 ou 5 mães, quase à porrada porque QUERIAM ser elas as delegadas dos encarregados de educação!! Queriam, mesmo!! Sem ninguém as obrigar!! Incrível!!

Até aceito que isto de ser delegado de turma, para uma mulher, até possa ser uma coisa gira... Brincam às fichas, podem usar canetas de várias cores, organizam coisas, papéis e tal, mas se o Simão algum dia me disser que quer ser delegado de turma vou ter de ter uma conversa muito séria com ele... Como diz uma amiga minha, ou és delegado de turma ou tens namoradas!! As duas coisas é que não dá.

Bem... já passaram 4 dias e, ao 2º, a Alice, quando a fui buscar à escola, disse-me:"- Ainda bem que vieste!!! Já estava farta desta prisão!!". Portanto está tudo a correr bem...