quinta-feira, 20 de julho de 2017

E quando as minhas filhas forem Pré- adolescentes???



Este fim de semana acompanhei um conjunto de atletas a uns campeonatos de natação em Loulé.

Sempre que isto acontece projecto o futuro e pergunto a mim próprio como é que serão as minhas filhas de aqui a uns anos...

Estas atletas são miúdas impecáveis! Responsáveis, educadas, cumpridoras... mas são pré-adolescentes ...

A pré-adolescente é assim uma coisa complicada... não é carne nem é peixe. Sabe de cor as músicas do Panda, mas também adora a última música de um DJ qualquer. Ainda gosta de brincar, sem ninguém saber (normalmente com as irmãs), ao elástico, mas, na escola, comenta depreciativamente, com as amigas, o top que a Rival Para a Vida (RPV) da outra turma está a usar (o oposto de RPV é a BFF - Best Friend Forever - que normalmente muda de 6 em 6 meses).

Ser pré-adolescente significa cumprir à risca um complexo e intrincado conjunto de códigos. Códigos de conduta social, códigos de vestuário, códigos de utilização de determinadas redes sociais, códigos de opções musicais, códigos sobre o vocabulário a utilizar, etc., etc., etc.,. Falhar num só destes códigos; num só dia; num só momento, não é opção! Significa, quase automaticamente, um decréscimo no prestígio social, que vem, quase sempre, acompanhado por uma redução significativa no número de "likes" nas várias fotos que têm nas redes sociais.

Pelo que me tenho vindo a perceber, o Código da Pré - Adolescente (CPA - creio que deve ser distribuído na escola, à entrada para o 7º ano) obriga a que todas usem uns calções de ganga com uma cintura altíssima, quase por baixo das axilas. O top que acompanha os ditos calções pode ser à escolha da pré-adolescente, sendo que a marca desse top a valoriza, ou não.

Relativamente às escolhas musicais, o CPA não permite que a pré-adolescente ouça qualquer música com mais de 2 anos. Qualquer tentativa de fazer uma pré-adolescente ouvir uma música de 2015, tem como resposta: "Stor, isso é, tipo, bué velho!!!". Saber a letra de cor valoriza a pré-adolescente de forma muito significativa.

Também me parece ser obrigatório seguir alguns Youtubers. Este fim de semana mostraram-me um que, segundo me disseram, é dos mais populares. Trata-se de um tipo, com cabelo azul, que se divertia, de uma forma histérica, a destruir a maquilhagem da namorada (também com cabelo azul), que, por sua vez, ia reagindo de uma forma também histérica. Acho que tem milhões de seguidores... Só pode ser obrigatório...

A forma de falar é importantíssima e ocupa um lugar de destaque no CPA!!! É obrigatório que numa frase com 10 palavras, pelo menos 50% sejam "tipo", sendo que o recomendado é 60%!!
Exemplo: "Stor, estou tipo bué atrasada, mas tipo não é culpa minha! Tipo, o autocarro atrasou-se, tipo bué!!!"

As redes sociais, são também algo de muito importante na vida da pré-adolescente. A escolha e a utilização de determinada rede social pode levar ao estrelato social, ou arruinar por completo o ranking social da pré-adolescente. Uma foto com menos de 250 gostos e com menos de 150 comentários a dizer: "Linda", "Gata", ou "Nunca mudes", numa determinada rede social, é sinal que algo não está bem e deve ser retirada imediatamente pela pré-adolescente. O CPA não incentiva (apesar de permitir em alguns casos) a utilização do Facebook, que é, e passo a citar: "...para pessoal bué velho, tipo com mais de 20 anos!". As pré-adolescentes usam o Insta e o Snap (Creio que o CPA obriga a que se use estes diminutivos, porque elas nunca dizem o nome completo...).

Não é, Maria, Carolina, Alice e Eva?

As minhas filhotas ainda estão longe desta fase, mas a Sofia já começa a ensaiar uns "tipos" de vez em quando... Antevejo-lhe um rotundo fracasso social, uma vez que sempre que diz "tipo" fica de castigo...