quarta-feira, 8 de março de 2017

Hoje é o Dia da Mulher! Parabéns para mim!!

Hoje celebra-se o Dia da Mulher.

A minha mulher começou os festejos, ontem, pela hora de almoço com a simples frase:
"- Amor, queria fazer um treininho. Podes ir avançando o almoço?"

E isto levou-me a reflectir sobre o gradual, mas inexorável, desaparecimento do meu papel de macho dominante, todo-poderoso  e viril, desta casa.

É claro que as coisas sempre foram muito bem divididas cá em casa, no que diz respeito às tarefas domésticas e a tratar dos putos. Se, relativamente aos miúdos, o acordar de manhã ou durante a noite é à vez, o que diz respeito à lida da casa divide-se da seguinte maneira:
Pedro - Arrumar e aspirar a casa, dobrar e arrumar a roupa, tratar da loiça, limpar a cozinha, tratar do jardim, tratar dos cães (quando tínhamos...), ir ao supermercado.
Sara - Pôr roupa a lavar, cozinhar.

Uma divisão justa, portanto...
(Tenho de referir que hoje em dia já não é tanto assim... Ao 3ª filho tivemos de contratar uma pessoa de forma a aliviar um pouco as duas tarefas da minha mulher!!!)

Mas pronto... Eu ainda consigo fazer algumas destas tarefas com a assumpção que estou a cumprir o meu papel de macho. Por exemplo, quando estava a tratar dos cães podia sempre colocar-me no papel de líder de uma alcateia de cães ferozes, que precisam de uma voz de comando máscula para não comerem os vizinhos e tal... Ou quando vou ao supermercado!! Qualquer macho que se preze consegue (com boa vontade) encontrar um paralelismo entre pegar num arco e flechas e ir caçar um alce, ou agarrar no cartão de descontos e ir ao Continente comprar umas almôndegas já temperadas.
Agora, a confecção do almoço de ontem fez-me mesmo pensar que os meus níveis de testosterona só têm um caminho e é descendente.
Quando a Sara me pediu para ir fazer o almoço, eu preparava-me para ver a gravação do "Pé em Riste", mas, como bom marido, concordei prontamente. Ainda pensei que ela me ia dizer qualquer coisa do género:
"- Ah, descongela aí esse rolo de carne com farinheira, do congelador"
ou
"- Põe aí umas batatas nesse Coelho à Caçador"

Isso são coisas à homem!! Com isso eu vivo muito bem!!!...Mas não... Sendo a minha mulher a minha mulher, pediu-me uma coisa "ligth"... Uma coisa sem um pingo de testosterona, uma coisa sem um pingo de virilidade....

"- Faz-me um refogado e põe duas latas de atum "ligth" lá dentro"!

Porra, pá!!!! Homem que é homem come uma perna de javali acabado de caçar, a escorrer gordura, com a mão!!! Não come uma porcaria de um atum EM ÁGUA, que não sabe a nada!!!!!!
Ainda por cima, a porcaria da cebola faz-me chorar como uma Madalena!!
Bati no fundo do poço...




E hoje, Dia da Mulher, a Sara deve ir jantar com umas amigas, para festejar a emancipação e igualdade de direitos de todas as mulheres e eu fico cá em casa com os 4 putos... e dá o Borussia vs Benfica...