sábado, 18 de fevereiro de 2017

Bela Adormecida



Bom, deixem-me explicar, em primeiro lugar, que o sono, ou a falta dele, é das coisas que mais faz sofrer a minha mulher. A Sara é daquelas pessoas que faz o maior drama quando a noite não lhe corre, de acordo com os seus padrões, de feição.
"Eu não aguentoooooo!!!! Adormeci às 23h e são só 8.30h!!!!! Preciso de dormir!!!", "Acordaste-me durante a noite, quando tossiste!!!!!!! Assim não dá!!!!!", " Não venhas para os meus 3/4 da cama que me acordas!!!", ou "Amanhã não me acordem antes das 12h!!!" são frases normais no nosso quotidiano.
Também faz parte da nossa rotina ser eu a levantar-me e a preparar o biberão do Simão, durante a noite, e ser a Sara a dá-lo ao miúdo. Reparte-se o mal pelas aldeias...
Ora hoje, às 3h da manhã, quando lhe entreguei o biberão acabadinho de fazer, tivemos o seguinte diálogo:

"- Fofas, tens aqui o biberão."
"- Mas a casa da vizinha é muito alta!"
"- O quê!!?"
"- Tu é que sabes! E na garagem não cabe!!"
"- O quê?? Não estás  a dizer coisa com coisa... "
(é preciso dizer que ontem fomos jantar e beber um copo e, por isso, deitámo-nos às 2h, o que significa que ela estava naquele estado semi comatoso e alucinatório da 1ªhora de sono)
"- Estou, estou!! Tu é que não me queres ouvir!!!"
"- Ok, ok... Fala praí e dá, mazé, o biberão ao miúdo..."

Escusado será dizer, que, quando acordei às 7.30h para levar o Simão para baixo, para a minha querida mulher poder dormir as restantes 5h do sono de beleza que lhe faltavam, o miúdo estava deitado na cama, ao lado dela, com a tetina do biberão enfiada no olho e com uma poça de leite ao lado da cabeça.

Amanhã é o meu dia de dormir até tarde!!!!
Já sei que vou acordar às 8.30h...